Buscar
  • José Armindo

A PSICOLOGIA PARA EMAGRECER - O QUE FAZEMOS


A prevalência do excesso de peso e da obesidade é de tal ordem que a Organização Mundial de Saúde considera estas condições como uma "epidemia global".

Embora seja frequentemente analisado de um ponto de vista médico, as variáveis psicológicas e sociais influenciam o desenvolvimento e tratamento do aumento de peso; em simultâneo, o excesso de peso tem impacto nos fatores psicossociais.

Por esse motivo, vamos procurar responder a esta pergunta: existe lugar para a Psicologia no processo da perda de peso? (Resposta antecipada: sim, sem qualquer dúvida!)



Perder peso: um trabalho colaborativo


Quando falamos em perder peso, falamos em alterar o estilo de vida. Para que esta mudança seja eficaz é necessário que siga uma abordagem colaborativa. Esta colaboração ocorre entre você e uma equipa de profissionais das três componentes relacionadas com o excesso de peso: nutrição, atividade física e processos psicológicos.

Vamos, claro, focar-nos na última área.


Por um lado, o excesso de peso coloca as pessoas numa posição mais vulnerável em termos de impacto psicológico. É comum que estes indivíduos tenham, por exemplo, autoperceção negativa, baixa autoestima, menos contactos interpessoais e competências sociais mais pobres. Se incluirmos as crianças e os adolescentes nesta equação, podemos ainda acrescentar, entre outros, desempenho escolar reduzido e problemas comportamentais.


Por outro lado, compreender os fatores em jogo aquando das nossas escolhas alimentares pode ser um contributo decisivo para entender o excesso de peso. Atitudes, crenças e motivações podem estar associadas a comportamentos disfuncionais. Estes comportamentos, não sendo trabalhados, podem ser um entrave ao sucesso do processo de perda de peso bem como à sua manutenção.


As intervenções psicológicas têm como objetivo ajudar os indivíduos a fazer mudanças duradouras nos estilos de vida.


O papel da Psicologia na perda de peso


Se tem acompanhamento nutricional e de exercício físico, mas não consegue emagrecer; se perde peso, mas recupera novamente; se quer perder peso, mas não sabe por onde começar; se tem (ou teve) excesso de peso e sente que tem um impacto psicológico e emocional na sua qualidade de vida... recorrer à Psicologia pode ser a resposta.


Mas o que tenho a ganhar ao recorrer a um psicólogo? Ótima questão.

Existe um conjunto de mecanismos psicológicos associados ao processo de perda e manutenção de peso. O processo terapêutico ajudará a que tenha ao seu dispor um conjunto de ferramentas para lidar com estes desafios.


As intervenções cognitivo-comportamentais, quando combinadas com modificações alimentares e exercício físico, são particularmente eficazes no emagrecimento. Ao longo deste processo será possível, entre outros:


- Delinear estratégias para lidar com desejos alimentares, como a vontade de comer em resposta a uma situação emocional;


- Desenvolver competências de resolução de problemas. Por exemplo, como reagir em situações sociais que envolvem comida;


- Identificar e reestruturar pensamentos que podem sabotar o processo de emagrecimento. Por exemplo, "já comi um doce e estraguei a dieta, agora mais vale comer o que quiser hoje", "se recusar esta comida a pessoa que ofereceu vai pensar mal de mim";


- Trabalhar a motivação face ao processo de emagrecimento, bem como estabelecer expetativas e criar objetivos adequados.


O objetivo deste acompanhamento é que, utilizando as competências adquiridas durante o processo terapêutico, a pessoa seja autónoma na manutenção do seu estilo de vida.


Perder peso com ajuda da Psicologia: em resumo


Emagrecer de forma saudável e duradoura implica equilíbrio psicológico, reeducação alimentar e atividade física.


A Psicologia surge como parte desta equação. O processo terapêutico facilita a reestruturação de pensamentos automáticos negativos, ajuda a encontrar os "gatilhos" que nos levam a sabotar os nossos esforços, explora as questões da autoestima e autoimagem associadas ao excesso de peso, auxilia na criação de objetivos sustentáveis e gestão de expetativas. A lista continuaria por páginas e páginas.


Se procura compreender o impacto do seu estado emocional no excesso de peso e/ou como o mesmo pode estar a dificultar a sua perda de peso, marque consulta connosco.


Pode ver aqui a minha página e, se desejar marcar consulta, basta ligar para o 962 399 605 ou clicar no botão de marcação de consultas.





Rute Amorim, 20 de Junho de 2022

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo